03 julho, 2007

jarbas, passarinho

Sempre ouví Jarbas
Diziam ser Passarinho
Quando olhei para a tela da TV
Achei o grande demais
Passaros voam, são ageis e bailam em pleno ar
Ele estava demasiado gordo
Imenso ser, ao meu ver
Usava gravata, tentava ser belo
Mas eu nao aceitava
Achava realmente, grande demais
Para me agradar como um passaro agrada
Ao cantar, ao voar
Jarbas alçou voo, com ajuda de um passaro maior
Jarbas foi bem longe, inves de asas, um velho paleto
Jarbas tinha seu poder, aquisitivo e demonstrativo
Jarbas quando morrer, vai dar trabalho
Coitado do garotinho que acha-lo e quiser enterra-lo
Que cova grande ele necessitara
Para que jarbas e sua riqueza
Encontrem seu finado lar.

Um comentário: